27.5 C
Brasília
segunda-feira, maio 16, 2022
spot_img

TOMARA DEUS QUE ESSA QUEDA SIGA!!!

Com 1.205 novos óbitos nas últimas 24 horas, índice atingiu o valor mais baixo desde 2 de março; taxa de casos é a menor desde 25 de fevereiro

O Brasil registrou 1.595 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando nesta quarta-feira (7) 528.611 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.481 —o primeiro registro abaixo de 1,5 mil desde o dia 7 de março (há 122 dias). Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -21% e aponta tendência de queda.É o 11º dia seguido de queda nesse comparativo.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta quarta. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Evolução da média móvel de óbitos por Covid no Brasil nos últimos 14 dias. Variação percentual leva em conta os números das duas pontas do período — Foto: Editoria de Arte/G1

Evolução da média móvel de óbitos por Covid no Brasil nos últimos 14 dias. Variação percentual leva em conta os números das duas pontas do período — Foto: Editoria de Arte/G1

Veja a sequência da última semana na média móvel:

  • Quinta (1°): 1.558
  • Sexta (2): 1.542
  • Sábado (3): 1.554
  • Domingo (4): 1.562
  • Segunda (5): 1.575
  • Terça (6): 1.557
  • Quarta (7): 1.481

De 17 de março até 10 de maio, foram 55 dias seguidos com essa média móvel de mortes acima de 2 mil. No pior momento desse período, a média chegou ao recorde de 3.125, no dia 12 de abril.

Apenas o Acre apresenta tendência de alta nas mortes. Temos oito estados em estabilidade; DF e outros 17 apontam queda no comparativo com 14 dias atrás.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia, 18.908.962 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 54.156 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 49.971 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de -35% em relação aos casos registrados na média há duas semanas, o que indica tendência de queda também nos diagnósticos.

Em seu pior momento, a curva da média de diagnósticos chegou à marca de 77.295 novos casos diários, no dia 23 de junho.

Brasil, 7 de julho

  • Total de mortes: 528.611
  • Registro de mortes em 24 horas: 1.595
  • Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 1.481 por dia (variação em 14 dias: -21%)
  • Total de casos confirmados: 18.908.962
  • Registro de casos confirmados em 24 horas: 54.156
  • Média de novos casos nos últimos 7 dias: 49.971 por dia (variação em 14 dias: -35%)

Estados

  • Em alta (apenas 1 estado): AC
  • Em estabilidade (8 estados): RO, PR, AP, ES, MT, AL, PA, RR
  • Em queda (17 estados e o DF): SC, RS, AM, SP, MS, MA, MG, RN, RJ, TO, PE, BA, DF, PB, CE, SE, GO, PI

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Vacinação

O Brasil registrou recorde na divulgação de vacinas em 24 horas. De ontem para hoje, foram 3.391.427 doses divulgadas, somando a primeira, a segunda e a dose única (entenda). Segundo dados do consórcio de veículos de imprensa divulgados às 20h desta quarta-feira (7), foram 2.390.026 imunizantes aplicados na primeira dose, 613.387 na segunda e 388.014 na dose única.

Os brasileiros que tomaram a segunda dose ou a dose única de vacinas contra a Covid e estão imunizados somam 13,60%. São 28.796.690 de pessoas vacinadas — 27.295.665 da segunda dose e 1.501.025 da dose única, da Janssen.

A primeira dose foi aplicada em 80.864.685 pessoas, o que corresponde a 38,19% da população. Somando a primeira, a segunda e a dose única, são 109.661.375 doses aplicadas no total desde o começo da vacinação, em janeiro.

Compartilhar

relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui