Obras de saneamento básico devem ser priorizadas, diz Kajuru

O senador Jorge Kajuru (PSB-GO) criticou nesta segunda-feira (13) a existência de 477 obras de saneamento básico sem conclusão no Brasil.

Segundo o parlamentar, a situação é decorrente da falta de pagamento por parte do Estado, aliada a burocracia e a ineficiência dos órgãos.

No país, 30 milhões de brasileiros ainda não têm acesso à água potável e à coleta e tratamento de esgoto, declarou Kajuru, avaliando que essa falta de infraestrutura tem ligação direta com a saúde da população.

— A falta de saneamento está associada a surtos de diarreia e hepatite A, e a doenças transmitidas pelos mosquitos causadores da dengue, Zika e Chikungunya, ou por ratos causadores de leptospirose e outras enfermidades que pressionam de forma acentuada o Sistema Único de Saúde — analisou.

O parlamentar disse que, na próxima reunião de líderes no Senado, vai pedir prioridade ao projeto de lei (PLS 326/2017), de autoria da senadora Rose de Freitas (Pode-ES), que institui preferência na alocação de recursos federais para a conclusão de obras de saneamento básico em andamento.

Agência Senado

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *