20.5 C
Brasília
terça-feira, maio 17, 2022
spot_img

O MUNDO SABE!!!

Brasil afunda em extrema pobreza

HISTÓRIA DE LONGA-METRAGEM Devido à pandemia Covid-19 e à crise econômica, o número de desabrigados está aumentando constantemente nas megacidades brasileiras. Carne, arroz, feijão… preços dos alimentos sobem, levando milhões de pessoas a “severa insegurança alimentar”

Com sua mochila grande, camisa passadae corte de cabelo arrumado, Eduardo Monteiro pode parecer um estudante ou um funcionário de escritório. Aos 40 anos,nesta sexta-feira, 24 de setembro, este homem aparentemente tranquilo caminha ao sol perto dos arcos da Lapa, um bairro popular e festivo no centro do Rio de Janeiro. Mas alguns sinais não enganam: o homem tem os olhos afundados e suas feições desenhadas, revelando dias de preocupação e noites difíceis. Porque ele mora na rua há seis meses.

“É difícil. Estou sozinha. Só deus e eu”, diz o ex-mecânico, natural de São Paulo, que de repente perdeu o emprego durante a pandemia. “Tento encontrar papelão ou sucata para reciclar”, diz ele. A tarefa é difícil: você tem que viajar dezenas de quilômetros todos os dias com vários quilos nas costas para coletar alguns centavos de real. “A coisa mais difícil é o olhar do povo. Eles têm medo de mim”, lamenta.

Na verdade, Eduardo não está sozinho. Juntou-se à longa coorte de mendigos no centro do Rio, que abriga inúmeros campos de desabrigados. Colchões (quando há algum) são instalados na calçada, à sombra de árvores, cercados por pombos, ratos e baratas. A maioria dos pobres são negros. Muitos têm um olhar suspeito ou parecem completamente perdidos. Álcool e crack estão causando estragos aqui.

Compartilhar

relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui