CPI pede quebra de sigilo de engenheiro que atestou segurança da barragem de Brumadinho

Com liminares concedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), os engenheiros Makoto Namba e André Yassuda, da empresa Tüv Süd, ficaram em silêncio na CPI de Brumadinho. A presidente da CPI, senadora Rose de Freitas (Pode-ES), comunicou que recorrerá da decisão liminar do STF. E os senadores Jorge Kajuru (PSB-GO) e Juíza Selma (PSL-MT) pediram a quebra de sigilos e acesso aos dados bancários e telefônicos de Makoto Namba.

A reportagem é de Marcela Diniz, da Rádio Senado.

Agência Senado

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *