Com um a menos, Goiás marca gol no fim, vira sobre o Inter e encerra jejum

Time gaúcho sai na frente e ainda vê Léo Sena ser expulso cedo, mas recua e sofre empate com golaços de Michael e de Rafael Faz no último lance do jogo

Virada eletrizante!

Mesmo com um homem a menos, o Goiás virou para cima do Inter e ganhou por 2 a 1 na tarde deste domingo, no Serra Dourada. O Verdão contou com golaço de Michael e uma cobrança de falta perfeita de Rafael Vaz já nos acréscimos para bater os reservas do Colorado, que decepcionaram e não fizeram valer a superioridade numérica após abrirem o placar com Guilherme Parede logo no início da partida em Goiânia. Resultado que encerra jejum de sete jogos sem vitória da equipe esmeraldina na Série A.

Como fica a tabela

Com a vitória, o Goiás sobe para a 11ª colocação na tabela de classificação, com 21 pontos. Já o Inter segue com 24 pontos e se mantém em sétimo lugar, mas perde a chance de voltar a encostar no G-4. Confira a tabela completa do Brasileirão.

Fim do jejum

Há menos de 20 dias no comando do Goiás, o técnico Ney Franco chegou a ouvir alguns gritos de “burro” da torcida no segundo tempo, quando time perdia por 1 a 0. A vitória não só quebra uma sequência de sete jogos sem triunfos no Brasileirão, como dá mais tranquilidade para o treinador na sequência da competição. O Goiás ainda não havia vencido após a volta da pausa para a Copa América.

Vai anular? Não, expulsar

Logo após o gol do Inter, o árbitro Marielson Alves Silva foi chamado para consultar o VAR. A torcida colorada imediatamente temeu pela anulação do gol por alguma irregularidade. Mas o lance em revisão era uma possível falta para cartão vermelho de Léo Sena em Rithely, na origem da jogada. Após ver o vídeo, o árbitro dediciu anular o cartão amarelo aplicado no volante do Goiás e mostrar o vermelho. Para alívio dos colorados. Na Central do Apito, Paulo Cesar de Oliveira viu exagero na expulsão. E também falta de critério do VAR em uma agressão de Kayke a Wellington Silva na segunda etapa, que não foi revisada.

Que fase!

Agora sem marcar há 23 jogos, Nico López perdeu a titularidade com Odair Hellmann e ganhou uma chance de retomar a confiança no Serra Dourada. A fase do uruguaio, no entanto, é tão ruim que ele não acerta nem quando a jogada não vale mais. Aos 22 minutos do segundo tempo, chutou na trave, cara a cara com Tadeu, em lance que foi anulado logo depois por impedimento. Aos 40, deu um chapéu em Yago Felipe dentro da área, mas chutou em cima do goleiro do Goiás e perdeu a sua melhor chance na partida.

Primeiro tempo

O primeiro tempo foi movimentado no Serra Dourada. Com menos de um minuto de jogo, Bruno Silva aproveitou uma saída de bola errada do Goiás e finalizou fraco, sem perigo para Tadeu. E foi assim, em um erro do Esmeraldino, que o time gaúcho abriu o placar logo em seguida. Aos 11, Michael errou passe na intermediária, Rithely robou a bola e Wellington Silva deixou Guilherme Parede livre para tocar na saída do goleiro.

O Goiás ainda teve outro prejuízo com a expulsão de Léo Sena por falta em Rithely na origem do lance, confirmada após consulta do VAR. Com um a menos, Ney Franco precisou recompor o sistema defensivo com Leandro Barcia no lugar de Rafael Moura. E o jogo ficou à feição do time gaúcho, que passou a explorar os espaços para contra-atacar. Os donos da cara chegaram uma única vez com perigo, em jogada individual de Michael, que passou por três marcadores e chutou fraco para a defesa de Marcelo Lomba.

Segundo tempo

O Goiás voltou melhor para o segundo tempo e pressionou em busca do empate. Logo aos 5 minutos, Michael quase marcou em cobrança de escanteio. Rafael Vaz teve outra chance aos 9, mas Lomba defendeu. Aos poucos, porém, o time goiano foi perdendo força, e o Inter se sentiu confortável em campo. Tão confortável que recuou demais, abdicou de atacar e pagou caro por isso.

Aos 25, Michael, sempre ele, se redimiu do erro no gol colorado e deixou tudo igual com um golaço. O camisa 11 invadiu a área pelo lado esquerdo, deixou dois marcadores no chão e chutou no canto, sem chances para Lomba. Só depois de sofrer o empate o time gaúcho resolveu ir para cima. Parede, aos 38, e Nico López, dois minutos depois, tiveram chances claras, mas desperdiçaram. Aí brilhou a estrela de Rafael Vaz. Nos acréscimos, o zagueiro acertou uma cobrança de falta perfeita da entrada da área para decretar a virada do Goiás.

Estatísticas

Posse de bola: Goiás 33% x 67% Inter

Finalizações: 8 x 11

Chances reais de gol: 4 x 7

Desarmes: 26 x 18

Roubadas de bola: 14 x 10

Escanteios: 5x 5

Faltas: 8 x 13

Impedimentos: 0 x 3

Agenda

Pelo Campeonato Brasileiro, as duas equipes voltam a campo no próximo fim de semana. O Goiás visita o Fortaleza às 16h de domingo (dia 1º), no Castelão. Já o Inter recebe o Botafogo às 21h de sábado (31), no Beira-Rio. Mas antes o Colorado tem um compromisso decisivo pela Libertadores. Na quarta-feira, enfrenta o Flamengo também no Beira-Rio, às 21h30, pelo jogo de volta das quartas de final.

Público e renda

Público pagante: 7.086

Público total: 8.634

Renda: R$ 135.500,00

Fonte: Globo Esporte

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *