Caiado faz apelo a população: “parem de ir a Brasília”

Em entrevista coletiva sobre a primeira morte por coronavírus no estado registrada em Luziânia, governador disse que região do Entorno é a mais preocupante 

O governador Ronaldo Caiado (DEM) fala á imprensa, na manhã desta quinta-feira, 26, sobre  primeira morte do estado causada pelo novo coronavírus. A vítima, uma mulher de 66 anos morava em Luziânia.

Caiado disse que a região do Entorno é que mais preocupa pelo adensamento da população e pela falta de estrutura hospitalar. “São 1 milhão e 200 mil pessoas adensadas nessa região onde não temos hospitais”.

A primeira vítima fatal da Covid-19 em Goiás não teve condições de receber atendimento adequado na sua cidade, Luziânia, e foi transferida para a capital, mas já chegou com para respiratória e não sobreviveu.

Diante da realidade, o governador fez um apelo. “Quero pedir as pessoas que evitem o deslocamento a Brasília, que foi a cidade mais comprometida nos últimos dias. O Entorno é uma região com muita fragilidade no que diz respeito a hospital público. Parem de ficar passeando em Brasília”.

O governador disse ainda que conta com a ajuda da Polícia Militar na orientação da população para seguir a orientação de evitar fluxo para a capital federal.

Na ocasião,o secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, também fez um panorama da disponibilidade de leitos no estado. “Temos, nos próximos dias, a capacidade de chegar a 1100 leitos e ainda mais 300 leitos do Hospital das Clínicas que é gerido pelo governo federal”.

Fonte: Jornal Opção

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *