15.5 C
Brasília
quarta-feira, maio 18, 2022
spot_img

AGORA SÓ FALTA O JURI POPULAR!!!

Maurício Sampaio sofre nova derrota no caso Valério Luiz

Empresário acusado de ser o mandante da morte de jornalista em 2012 perde liminar no STJ que poderia adiar novamente o júri

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou liminar para um novo recurso proposto pela defesa do empresário Maurício Borges Sampaio, de 63 anos, que, caso aceito, implicaria em um novo adiamento do julgamento dele e de mais quatro pessoas pela morte do jornalista Valério Luiz de Oliveira, aos 49 anos, no dia 5 de julho de 2012.

É a segunda derrota do empresário na Justiça desde o adiamento pela terceira vez do júri marcado para 14 de março. Dias antes, Sampaio trocou a defesa, saindo o advogado Ney Moura Teles e entrando Luiz Carlos Silva Neto, e o julgamento passou para o dia 2 de maio. 

No dia 22 de março, Silva Neto entrou com um pedido no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), para que fosse retirada a qualificadora na acusação de homicídio que aumentou a pena mínima e a máxima caso o réu venha a ser condenado. Sampaio responde ao processo como sendo o mandante do crime.

Compartilhar

relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui