TvKajuru | Só Verdades

Compartilhar pelo whatsapp

6 de abril um dia especial!

Postado por TVKajuru.com | 06/04/2016 às 03:46h

O Redentor ama vocês e irá ajudá-los a fazer as coisas essenciais que nos trazem felicidade agora e sempre.

Estamos no dia 6 de abril. As escrituras modernas revelam que Jesus Cristo nasceu neste dia.1 Humildemente, dirijo-me a vocês para falar sobre esse ser glorioso a quem todos tanto devemos. Sei que tudo o que as escrituras dizem a Seu respeito é verdadeiro e usarei alguns versículos para expressar alguns de meus sentimentos.

Paulo testificou: “E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem”.2 Como a salvação é preciosa! Mas é preciso obedecer ao Senhor para alcançá-la.

“ Disse ( … ) Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. ( … )”3 “E, se guardares os Meus mandamentos e perseverares até o fim, terás a vida eterna ( … )”4 Nunca morreremos, teremos a vida eterna, mas para isso devemos ser obedientes e perseverar até o fim.

Testifico que o Senhor veio “( … ) ao mundo para salvar todos os homens, se eles derem ouvidos a sua voz; ( … )” e que sofreu “as dores dos homens”. Foi crucificado “para que todos os homens ressuscitem, para que todos compareçam diante dele no grande dia do julgamento”. Testifico que Ele “( … ) ordena a todos os homens que se arrependam e sejam batizados em seu nome, tendo perfeita fé [Nele]” e “[perseverem] até o fim ( … ) do contrário, não poderão ser salvos no reino de Deus”.5 Arrepender-se, ser batizado e ter perfeita fé Nele. Esses são alguns requisitos essenciais que precisam ser cumpridos.

Sei que “( … ) nenhum outro caminho ou meio há pelo qual o homem possa ser salvo, a não ser por meio do sangue expiatório de Jesus Cristo ( … )6Testifico que Jesus Cristo expiou “( … ) os pecados do mundo, para efetuar o plano de misericórdia, para satisfazer os requisitos da justiça, a fim de que Deus seja um Deus perfeito, justo e também um Deus misericordioso”.7Testifico que, se não fosse pelo Sacrifício Expiatório do Santo Redentor, as exigências da justiça impediriam toda alma que nascesse na Terra de retornar à presença de Deus, a fim de partilhar de Sua glória e exaltação8, pois todos nós cometemos erros pelos quais não podemos pessoalmente satisfazer a justiça. Testifico que, se não fosse pela “expiação infinita” de Cristo, não poderíamos retornar a Deus após a morte e, como Jacó advertiu-nos solenemente, “( … ) nossos espíritos estariam à mercê ( … ) [do] diabo, para não mais se [levantarem]. E nosso espírito deveria tornar-se como ele e nós nos tornaríamos diabos, anjos de um diabo, a fim de sermos afastados da presença de Deus, e permanecermos com o pai das mentiras, em miséria ( … ).”9

Testifico que “( … ) a redenção nos vem por intermédio do Santo Messias; ( … ) Para todos os quebrantados de coração e contritos de espírito; e para ninguém mais podem todos os requisitos da lei ser cumpridos”.10 Esse requisito imprescindível de “um coração quebrantado e um espírito contrito” prescreve a necessidade de sermos submissos, condescendentes, humildes, (isto é, prontos a aprender) e dispostos a obedecer. Por fim, testifico “( … ) quão importante é tornar estas coisas conhecidas dos habitantes da Terra, para que saibam que nenhuma carne pode habitar na presença de Deus a menos que seja por meio dos méritos e misericórdia e graça do Santo Messias ( … )”.11

Jesus Cristo possuía méritos que nenhum outro filho do Pai Celestial poderia ter. Ele era um Deus, Jeová, antes de Seu nascimento em Belém. Seu Pai deu-Lhe não somente Seu corpo espiritual, mas fez também com que nascesse na Terra como Seu Filho Unigênito na carne. Nosso Mestre teve uma vida perfeita, sem pecados; estava, portanto, livre das exigências da justiça. Ele era, e é, perfeito em todos os Seus atributos, incluindo o amor, a compaixão, a paciência, a obediência, o perdão e a humildade. Sua misericórdia pagará nosso débito para com a justiça se nos arrependermos e obedecermos a Ele. Mesmo que nos esforcemos ao máximo para obedecer a Seus ensinamentos, não seremos capazes de salvar a nós mesmos. Seremos salvos por causa de Sua graça, “( … ) depois de tudo o que pudermos fazer”.12

Embora não nos lembremos, antes de virmos a esta Terra, vivíamos na presença de Deus, nosso Pai Eterno, e de Seu Filho, Jesus Cristo. Exultamos de alegria quando recebemos o privilégio de vir a este mundo para ganhar um corpo e progredir no plano de Deus para nossa felicidade. Sabíamos que seríamos testados aqui. Estávamos decididos a viver obedientemente para podermos voltar a habitar na presença do Pai para sempre. Parte do teste consiste em encontrarmos tantas coisas aparentemente interessantes para fazer, que somos capazes de esquecer os propósitos principais de nossa passagem pela Terra. Satanás trabalha arduamente para que as coisas essenciais não aconteçam.

O plano é realmente muito simples quando analisado em sua essência. O Senhor disse que estamos aqui para ser testados e provados, para ver se seríamos valentes e obedientes a Seus ensinamentos. Vocês, entre todos os povos da Terra, têm maior possibilidade de fazer isso por terem acesso à plenitude do evangelho restaurado e dos ensinamentos do Salvador. Em seus momentos de reflexão, ao meditar sobre o evangelho, conseguem reconhecer o que é essencialmente importante na vida e o que não é. Sejam sábios, não deixem que coisas boas tenham prioridade sobre aquilo que é essencial.

Que coisas são essenciais nesta vida? As que se relacionam com a doutrina. Elas baseiam-se nas ordenanças e envolvem convênios fundamentais. Essas ordenanças são o batismo e a confirmação na Igreja de Cristo e em Seu reino na Terra. Para os homens, elas incluem ser ordenado dignamente ao Sacerdócio de Melquisedeque e honrá-lo em sua utilização no serviço ao próximo. Para cada pessoa adulta, homem ou mulher, elas envolvem todas as ordenanças do templo, inclusive a própria investidura. Incluem a ordenança de selamento no templo, na qual marido e mulher são unidos de modo a poderem, por sua obediência, viver juntos para o tempo e a eternidade. Se forem fiéis, os filhos dessa união, ou os filhos selados mais tarde aos pais, serão a eles unidos em amor e alegria para sempre. Para receber todas as bênçãos do sacrifício expiatório de Jesus Cristo, devemos apenas ser obedientes a Seus mandamentos e receber todas essas ordenanças fundamentais. A Expiação não somente nos ajudará a sobrepujar nossas transgressões e erros, mas no tempo determinado pelo Senhor, corrigirá todas as injustiças da vida — todas as coisas injustas decorrentes de circunstâncias ou atos de outras pessoas, e não de nossas próprias decisões.

Embora talvez alguns não entendam ou concordem, testifico que não é suficiente ser batizado e viver uma vida aceitável, sem grandes transgressões. O Senhor decretou que as ordenanças e convênios adicionais que mencionei precisam ser recebidos para merecermos a exaltação e a vida eterna. Ser digno das ordenanças do templo significa que escolheremos fazer coisas que muitos no mundo não estão dispostos a fazer. Guardaremos o dia do Senhor, exerceremos fé pagando o dízimo e ofertas de jejum, participaremos regularmente da adoração na Igreja, serviremos e mostraremos amor e apreço por nossa família, ajudando cada um de nossos familiares. Depois de recebermos todas as ordenanças do templo, continuaremos a crescer, guardando os convênios que fizemos e, fielmente, “( … ) [perseveraremos] até o fim”.13

Não é difícil guardar convênios quando o fazemos de boa vontade e com um “( … ) coração quebrantado e um espírito contrito.”14 Quando obedecidos, esses convênios trazem-nos alegria e felicidade. Eles dão um propósito à vida. As dificuldades começam quando o livre-arbítrio é utilizado para fazerem-se escolhas que estão em desacordo com os convênios. Reflitam sobre as coisas que fazem em seu tempo livre, aquele no qual vocês têm a liberdade de escolher o que fazer. Vocês acham que esses momentos estão centralizados no que é realmente prioridade e de suma importância? Ou, mesmo que inconscientemente, ocupam sempre seu tempo com coisas triviais e atividades cujo valor é efêmero e não lhes ajuda a cumprir o propósito para o qual vieram à Terra? Reflitam sobre a vida, não apenas no que vai acontecer hoje ou amanhã. Não desistam do que mais desejam na vida por causa de alguma coisa que vocês pensam querer agora.

As coisas fundamentais devem ser feitas durante nosso período de teste na Terra. Elas devem ter total prioridade. Elas não devem ser sacrificadas por coisas de menor valor, mesmo que sejam realizações boas e dignas. Após esta vida, seremos aquilo que nos permitimos tornar aqui na Terra. Quisera poder transmitir-lhes a paz e serenidade que sobrevêm de saber que vocês e sua família receberam dignamente todas as ordenanças salvadoras e guardam os convênios correspondentes!

Encorajo-os veementemente a receberem todas as ordenanças de salvação e a fazerem tudo o que estiver a seu alcance para que os demais membros de sua família recebam essas ordenanças antes de morrer. Com um corpo, vocês podem progredir muito mais rapidamente aqui na Terra, onde convivem com o bem e mal, do que quando estiverem no mundo espiritual como espíritos.15 Comparado à duração de uma vida normal, não é preciso muito tempo para se receberem todas as ordenanças essenciais à exaltação. É preciso diligência, compreensão e obediência. É necessário que façam tudo o que puderem para qualificarem-se para essas ordenanças, recebendo todas as que forem possíveis. Se por razões que escapam a seu controle não puderem receber todas as ordenanças, vivam dignamente e não se ?desqualifiquem por negligência, indiferença ou indignidade. O Senhor providenciará para que recebam todas as bênçãos que nos prometeu, a Seu tempo e no lugar que achar conveniente.

Querendo ou não, se vocês viverem como se o Salvador e Seus ensinamentos fossem apenas mais uma dentre as outras grandes prioridades de sua vida, estarão, sem dúvida, no caminho do desapontamento e provavelmente da tragédia. Será realmente sábio abrir mão da felicidade eterna, cumprindo somente parte do que nos é exigido? Oro para que se sintam motivados a fazer hoje mesmo as mudanças necessárias.

Se vocês tiverem transgredido, por favor, voltem. Se tiverem sido atraídos pelas coisas do mundo, esquecendo-se das coisas de Deus, corrijam suas prioridades. Se não tiverem recebido todas as ordenanças essenciais, decidam agora fazer tudo o que for necessário para recebê-las.

Como devemos ser gratos pela Expiação realizada por nosso Redentor Jesus Cristo! Quando vivemos de acordo com o padrão descrito nesta escritura, a vida torna-se rica e alegre:

“( … ) Jejuavam e oravam freqüentemente e tornavam-se cada vez mais fortes em sua humildade e cada vez mais firmes na fé em Cristo, enchendo a alma de alegria e consolo, sim, purificando e santificando o coração, santificação essa resultante da entrega de seu coração a Deus.”16

Testifico que “( … ) a remissão de pecados [por meio do sacrifício expiatório] traz mansidão e humildade; e a mansidão e a humildade resultam na presença do Espírito Santo, o Consolador, que nos enche de esperança e perfeito amor ( … )”.17 Testifico que Deus, o Pai Eterno, os ama. Ele ouve suas orações e responde a elas.18 O Redentor ama vocês e irá ajudá-los a fazer as coisas essenciais que trazem felicidade agora e sempre. Sei que Ele vive. Em nome de Jesus Cristo. Amém.


Compartilhar em:


PUBLICIDADE