TvKajuru | Só Verdades

Compartilhar pelo whatsapp

Lista da Odebrecht tem Marconi e outros 200 nomes

Postado por TVKajuru.com | 24/03/2016 às 12:54h

Governador de Goiás consta na planilha de doações da Odebrecht tendo recebido R$ 600 mil de doação para a campanha eleitoral.

 

Documentos apreendidos pela Polícia Federal durante a operação Acarajé listam possíveis repasses da Odebrecht para mais de 200 políticos de 18 partidos políticos. Segundo informações do jornalista Fernando Rodrigues, é o mais completo acervo do que pode ser a contabilidade paralela. O arquivo foi revelado nesta terça-feira (22) pela força-tarefa a Operação Lava Jato.

 

As planilhas estavam em poder de Benedicto Barbosa Silva Júnior, presidente da Odebrecht Infraestrutura, e conhecido no meio empresarial como “BJ''. As planilhas são detalhadas, mas não podem ainda ser consideradas como provas de que os valores são resultantes de caixa 2, pois doações ali descritas podem ter sido registradas na prestação de contas de campanha dos candidatos.

 

Marconi Perilo, governador de Goiás, consta entre os recebedores da Odebrech. Tendo recebido R$ 600 mil.

 

Entre os mencionados, também, estão o presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), o vice-presidente do Senado, Romero Jucá (RR), o líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), falecido em 2014. Na lista, alguns políticos são tratados também por apelidos. O atual presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é chamado de “Caranguejo”, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de “Atleta”, e o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), de “Nervosinho”, por exemplo. O chefe de gabinete da presidente Dilma, Jaques Wagner, é apelidado de “Passivo”.


Compartilhar em:


PUBLICIDADE