TvKajuru | Só Verdades

Compartilhar pelo whatsapp

Deadpool: a ovelha negra da Marvel

Postado por TVKajuru.com | 07/02/2016 às 06:50h

Herói que começou no cinema fazendo uma ponta em X-Men ganha filme próprio que estreia no Brasil e no mundo com anúncio no Superbowl

O mais grosseiro herói da Marvel Comics é um canadense. Feio, sujo, malvado e por isso mantido por muitos anos como coadjuvante em grandes sucessos de público, Wade Wilson – ou Deadpool – ganha na quinta-feira 11 as salas de cinema depois de ter a estreia anunciada na abertura do Superbowl no domingo 7, evento de maior alcance publicitário do planeta. Ou seja, se você nunca ouviu falar do ex-delinquente transformado em imortal pelas Forças Especiais do Canadá, agora vai ouvir até cansar.

CULT-1-IE.jpg
DE QUINTA
Ryan Reynolds na pele de Deadpool, o anti-heroi canadense 

Deadpool nasceu nos quadrinhos nos anos 1990. Mas a carreira cinematográfica só começou em 2009, quando foi colocado pelo diretor Gavin Hood como um dos parceiros de Wolverine em “X-Men Origens”. Lá a tagarelice do soldado foi resolvida por uma costura – literal – de sua boca. Desde então, fãs em todo o mundo pedem o filme só do anti-heroi, vivido por Ryan Reynolds. Foi, porém, um vazamento de um teste na internet que acelerou a produção do filme.

O frenesi foi tanto que a série impressa “Avengers” (“Vingadores”), um carro-chefe da Marvel, acabou incorporando a ovelha negra da família entre seus heróis de primeira linha. Ou seja, muito provavelmente Wade Wilson em breve vai estar no cinema ao lado de Steve Rogers e Tony Stark – o Capitão América e o Homem de Ferro, respectivamente.

CULT-2-IE.jpg
AMORZINHO
Ryan Reynolds em cena com a atriz brasileira Morena Baccarin. 
Vazamento de cenas na internet aceleraram a conclusão do filme

Não recomendado para menores de 18 anos, a razão que vetou sua entrada no mercado chinês, “Deadpool” foi considerado pela revista Hollywood Reporter o primeiro filme a alcançar a língua do público que tem mantido a lucratividade de franquias de sucesso como “X-Men” e “Vingadores”. A questão é que esse alcance inclui palavrões, escárnio e um humor de quem não tem amigos para perder. Até agora, filmes de ação classificados para a adultos nos Estados Unidos ganhavam versões mais amenas para não perder a bilheteria chinesa, que em 2017 deve ultrapassar a americana, hoje a maior do mundo. Nesse caso, porém, a 20th Century Fox não teve o que fazer. O melhor de Deadpool é justamente a sua falta de modos.

CULT-3-IE.jpg
ESTREIA
A aparição em ''X-Men Origens'' levou os fãs a pedirem um filme só sobre o mercenário

A onda de engajamento nas redes sociais mostrou aos produtores que estava na hora de liberar a voz de Wade Wilson e contar a verdadeira origem do grande coração que se esconde sob o mau comportamento. Órfão de mãe e filho de pai violento, o jovem Wade encontra na delinquência um caminho para sua vida infeliz e suas habilidades inatas para o combate. Um incidente terrível o faz rever as escolhas e entrar para o exército de seu país, que o trai. Um teste que deveria curar um câncer progressivo acaba por transformá-lo em uma máquina de guerra, com poderes sobrenaturais. Mas como efeito colateral, o belo Wade se torna, da noite para o dia, um dos homens mais feios sobre a face da Terra. A cena de um de seus amigos tentando descrever o tamanho de sua feiúra é motivo suficiente para não querer crianças nas poltronas dos cinemas. Nos Estados Unidos, porém, onde proibido para menores não é algo que dependa da autorização dos responsáveis, pais e mães tem tentado convencer a lei a liberar o longa-metragem para os pequenos fãs da Marvel que têm em casa. Até isso acontecer, o filme já deverá estar disponível nas mídias menos controláveis como a internet. Mas “Deadpool” é sem dúvida um filme para adultos. E nada, afinal, atrai tanto um adolescente. 


Compartilhar em:


PUBLICIDADE