TvKajuru | Só Verdades

Compartilhar pelo whatsapp

Jesus segue sem gol, mas muda posição, corre muito e ganha elogio: "Trator"

Postado por TVKajuru.com | 02/07/2018 às 07:37h

Camisa 9 reforça marcação pela esquerda, lidera time novamente em distância percorrida durante o jogo e trata jejum com naturalidade: "Se tiver que abdicar de gols, vou abdicar para vencer a Copa"

 

Gabriel Jesus completou quatro jogos sem gols na Copa do Mundo, e ainda viu seu reserva Firmino entrar e marcar o segundo da vitória da seleção brasileira por 2 a 0 sobre o México (veja os melhores momentos no vídeo abaixo). Mas se os questionamentos de fora tendem a aumentar, internamente o camisa 9 foi coberto de elogios pela atuação desta segunda-feira.

 

O auxiliar Sylvinho o chamou de “trator” para explicar a mudança tática feita na reta final da partida. O México buscava o empate, e a comissão técnica da Seleção inverteu o posicionamento de Gabriel Jesus com Coutinho.

O centroavante passou a ajudar Filipe Luís, que já tinha cartão amarelo, na marcação pelo lado esquerdo.

 

– O Gabriel é um trator, a origem dele na base foi de externo. A utilização dele é muito importante numa competição como essa, de recuperação cada vez menor. Nós conversamos e decidimos que o Gabriel poderia contribuir demais pelo lado esquerdo. Ele cumpre uma função excepcional – disse Sylvinho, também presente na entrevista de Tite.

 

De fato, Gabriel Jesus iniciou sua trajetória profissional no Palmeiras transitando entre a ponta e o centro do ataque, mas com Tite foi a primeira vez que ele se posicionou aberto.

Pressionado por ainda não ter feito gols, o centroavante do Manchester City tem encontrado outras maneiras de contribuir. Nas oitavas de final, ele repetiu a dose do jogo anterior e foi o jogador brasileiro que percorreu maior distância no campo: 9,4 quilômetros, empatado com Casemiro.

Em entrevista após a partida, Jesus tratou a falta de gols com naturalidade.

- Se você pegar os quatro jogos e me der uma oportunidade clara que perdi, vou ficar muito triste. Porque não tive. Coisas que acontecem. Ficaria triste se não estivesse ajudando em nada. Mas não, não tive oportunidade clara, estou tentando. Em muitas partidas que fiz nessa curta carreira não joguei tão bem quanto venho jogando e fiz gols.

 

- O gol é o que falta. É complicado vestir a 9 da seleção brasileira e não fazer gol. Sei disso, mas estou contente pela classificação. É uma Copa, e se tiver que abdicar de gols, vou abdicar para vencê-la - concluiu.

 

É muito provável que Gabriel Jesus seja mantido para o jogo das quartas de final, que será disputado na próxima sexta-feira, às 15h (de Brasília), em Kazan.

 
 
Gabriel Jesus disputa jogada na partida contra o México (Foto: REUTERS/Dylan Martinez)Gabriel Jesus disputa jogada na partida contra o México (Foto: REUTERS/Dylan Martinez)Gabriel Jesus disputa jogada na partida contra o México (Foto: REUTERS/Dylan Martinez)

 

Veja outras declarações de Gabriel Jesus após a classificação:

 

"Nunca fui artilheiro"
- Eu deixo bem claro que, se você pegar desde o meu surgimento no Palmeiras, nunca fui artilheiro. Nunca meti muitos gols. Faço gols, estou ali ajudando, de dois anos para cá jogo de centroavante. Muitas coisas mudaram. Estou feliz, contente. Sempre vou ajudar a equipe, me doar pela vitória, que é o que importa. Estou contente pelos resultados, pelo futebol que demonstramos. Estamos crescendo cada vez mais.

Entrada de Firmino
- Muito bom, assim como eu sempre disse. Cara que tem totais condições de ser titular. Briga muito sadia. Ele jogando, eu vou torcer para ele do mesmo jeito que ele torce para mim. Espero que ele nos ajude muito. Fico muito contente por cada entrada dele no jogo, ajudando a gente.

Atuações pela Seleção
- O que me fez ser titular da Seleção foi como eu estreei, como vim jogando desde o dia da estreia. Não só pela parte tática. Teve jogos em que fiz gols, parte tática. Fico muito feliz de ajudar de alguma maneira. Ficaria triste de não estar ajudando.

Jogar pelo lado e ajudar na marcação
- Eu aceitei numa boa porque é uma posição que eu gosto de jogar. Acredito que sou mais ponta do que centroavante. Espero que a Seleção continue nessa crescente.


Compartilhar em:


PUBLICIDADE