TvKajuru | Só Verdades

Compartilhar pelo whatsapp

Atuações do Brasil: Coutinho é destaque outra vez, e Casemiro vai mal

Postado por TVKajuru.com | 22/06/2018 às 03:45h

Camisa 11 marca pela segunda vez na Copa e é o melhor da Seleção junto com Neymar. Volante do Real Madrid erra muitos passes e destoa no meio de campo

 

Alisson: trabalhou praticamente apenas com os pés. Diante de um adversário que se defende e aposta basicamente em contra-ataques, o goleiro até viu sua linha de defesa ser testada, mas não precisou fazer nenhuma defesa. O que ele usou foi a cabeça, fora da área, ao se antecipar em um ataque.

Nota: 6,0

Fagner: substituto de Danilo, que não pôde atuar por conta de uma lesão no quadril, o lateral-direito foi pouco atacado. No primeiro tempo, também atacou pouco, mas, no retorno do intervalo, passado o nervosismo inicial - e graças também à entrada de Douglas Costa na ponta -, soltou-se mais.
Nota: 6,0

Thiago Silva: até deu uma ou outra bobeada em proteções de bola, porém se recuperou em todas elas. No primeiro contra-ataque costarriquenho, deu um carrinho providencial - sem falta - para evitar o pior. Fez por merecer a faixa de capitão.
Nota: 6,5

Miranda: sempre tranquilo, mesmo quando está no mano a mano com algum atacante, o zagueiro precisou fazer a cobertura de Marcelo em alguns momentos. Dentro e fora da área, deu conta do recado.
Nota: 7,0

Marcelo: não foi muito bem defensivamente. Deu botes errados que poderiam ter sido mais perigosos se não houvesse uma cobertura atenta. Na frente, finalizou uma vez com perigo, rente à trave esquerda de Keylor Navas, seu companheiro de Real Madrid.
Nota: 5,5

Casemiro: não repetiu as atuações que o tornaram dono da cabeça de área brasileira. Diante da Costa Rica, em vários momentos, o volante ficou para trás na corrida e deu passes ruins.
Nota: 4,0

Paulinho: tentou fazer o jogo virar de um lado para o outro, para abrir espaços na retranca rival. Cresceu no retorno do intervalo quando subiu mais ao campo de ataque e quase abriu o placar, ao chutar um rebote em cima da zaga. Deu lugar a Roberto Firmino no segundo tempo, numa substituição ofensiva de Tite.
Nota: 6,0

Coutinho: o armador do Brasil não desmontou as linhas de marcação adversária com dribles, como poderia se exigir dele. Mas as atraiu, deu alguma velocidade ao time, experimentou finalizações de fora da área no primeiro tempo e decidiu o jogo com um gol de bico nos acréscimos da etapa final.
Nota: 8,0

Willian: foi mais acionado do que na estreia contra a Suíça, mas não conseguiu furar a marcação com seus dribles. Saiu no intervalo para dar lugar a Douglas Costa.
Nota: 5,0

Neymar: apesar de ter sido novamente muito caçado em campo, o camisa 10 teve mais chances de balançar a rede do que na primeira rodada. Mas Keylor Navas, que na etapa inicial já havia sido mais rápido ao se enfrentarem cara a cara, a falta de pontaria e o VAR - o árbitro revisou corretamente uma decisão de pênalti com ajuda do vídeo - insistiam em não deixá-lo marcar. Até que, já com o placar em 1 a 0, ele recebeu livre dentro da área para fechar a vitória.
Nota: 8,0

 
neymar, brasil x costa rica (Foto: REUTERS/Lee Smith)neymar, brasil x costa rica (Foto: REUTERS/Lee Smith)neymar, brasil x costa rica (Foto: REUTERS/Lee Smith)


Compartilhar em:


PUBLICIDADE