TvKajuru | Só Verdades

Compartilhar pelo whatsapp

Cinegrafista Ari Júnior deve ser velado na sede do Goiás, seu time de coração

Postado por TVKajuru.com | 30/11/2016 às 11:49h

Torcedor fanático do clube, profissional é uma das 71 vítimas da queda do avião que levava equipe da Chapecoense para final da Copa Sul-Americana, na Colômbia

 

 

O corpo do cinegrafista goiano Ari Ferreira de Araújo Júnior, conhecido como Ari Júnior, de 48 anos, deve ser velado no Ginásio Luis Torres de Abreu, localizado na Serrinha, sede do Goiás Esporte Clube, no Setor Bela Vista, em Goiânia. Torcedor fanático do time, ele foi um dos 71 mortos na queda do avião que levava a equipe da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana, na Colômbia. Outras seis pessoas sobreviveram. 

Cinegrafista Ari Júnior era fanático pelo Goiás (Foto: Reprodução/Facebook)Fanático pelo Goiás, Ari Júnior será velado na sede do clube (Foto: Reprodução/Facebook)

A assessoria de imprensa do Goiás confirmou a informação ao GloboEsporte.com por telefone. O local é o mesmo onde foi velado corpo do ex-jogador Fernandão, ídolo do clube, que morreu em 2014, aos 36 anos em um acidente de helicóptero. No entanto, a data da cerimônia ainda está indefinida, pois não há previsão de quando o corpo chegará ao Brasil para ser reconhecido.

 

Foi declarado luto oficial pela tragédia e colocou o Gabinete de Gestão de Assuntos Internacionais à disposição da família de Ari. Em nota, destacou que vai "oferecer a assistência necessária para o sepultamento" do profissional.

Querido entre jornalistas e também no meio esportivo, Ari Júnior recebeu várias homenagens de pessoas como o jogador de basquete Thiago Splitter, o líbero Serginho, a pentatleta Yane Marques, a nadadora Ana Marcela Cunha, a judoca Sarah Menezes e a triatleta Fernanda Keller

Perfil

Antes de ser cinegrafista, Ari Júnior começou como porteiro na TV Serra Dourada, afiliada do SBT em Goiânia. Na década de 1990, trabalhou na TV Anhanguera, onde fez imagens marcantes, como da Caminhada Ecológica entre Aruanã e Goiânia, às margens do Rio Araguaia, em 1996.

Depois de 1997, Ari foi para a TV Globo em São Paulo e, em 2012, foi convidado a trabalhar na Globo do Rio de Janeiro. Atualmente, ele integrava a equipe do programa Planeta Extremo. Em abril de 2015, fez parte da comitiva que estava no Nepal quando houve um terremoto, que matou milhares de pessoas. As imagens feitas pelo cinegrafista goiano rodaram o mundo.

Quando não estava em viagens para a gravação do programa, costumava atuar fazendo coberturas esportivas. Ari nasceu em Goiânia, mas morou também em Trindade e deixa quatro filhos. Ele era devoto do Divino Pai Eterno.

Thiago Splitter posta homenagem ao cinegrafista Ari Júnior (Foto: Reprodução/Instagram)Thiago Splitter posta homenagem ao cinegrafista Ari Júnior (Foto: Reprodução/Instagram)

Fonte | g1

Compartilhar em:


PUBLICIDADE