TvKajuru | Só Verdades

Compartilhar pelo whatsapp

O Sacramento

Postado por TVKajuru.com | 09/07/2016 às 11:50h

Cristo Instituiu o Sacramento

O Salvador deseja que nos lembremos de Seu grande sacrifício expiatório e que guardemos Seus mandamentos. Para nos ajudar nisso, Ele ordenou que nos reuníssemos com frequência e partilhássemos do sacramento.

O sacramento é uma ordenança sagrada do sacerdócio que ajuda a lembrar-nos da Expiação do Salvador. Durante o sacramento, partilhamos do pão e da água. Fazemos isso em lembrança da carne e do sangue que Cristo deu em sacrifício por nós. Ao partilharmos do sacramento, renovamos convênios sagrados com o Pai Celestial.

Pouco antes de Sua crucificação, Jesus Cristo reuniu Seus Apóstolos em um cenáculo. Ele sabia que logo morreria na cruz. Essa foi a última vez que Ele Se reuniu com esses homens tão amados antes de Sua morte. O Senhor queria que eles sempre se lembrassem Dele, a fim de que permanecessem fortes e fiéis.

Para ajudá-los a fazer isso, Cristo instituiu o sacramento. Partiu o pão em pedaços e o abençoou. Então disse: “Tomai, comei; isto é em lembrança de meu corpo, que dou como resgate por vós” (Tradução de Joseph Smith, Mateus 26:22). A seguir, tomou um copo de vinho, abençoou-o e deu-o aos Apóstolos para que o bebessem, dizendo: “Isto é em lembrança do meu sangue (…) que é derramado por todos os que crerem em meu nome, para a remissão de seus pecados” (Tradução de Joseph Smith, Mateus 26:24; ver também Mateus 26:26–28Marcos 14:22–24Lucas 22:15–20).

Depois de Sua Ressurreição, Jesus veio às Américas e ensinou aos nefitas a mesma ordenança (ver 3 Néfi 18:1–1120:1–9). Após a Restauração da Igreja nos últimos dias, Jesus novamente ordenou a Seu povo que partilhasse do sacramento em memória Dele, dizendo: “É conveniente que a Igreja se reúna amiúde para partilhar do pão e do vinho, em lembrança do Senhor Jesus” (D&C 20:75).

Como É Administrado o Sacramento

 

As escrituras explicam exatamente como deve ser administrado o sacramento. Os membros da Igreja se reúnem todos os domingos para adorar e partilhar do sacramento (ver D&C 20:75). O sacramento é administrado por aqueles que possuem a autoridade para tal. Um sacerdote ou um portador do Sacerdócio de Melquisedeque parte o pão em pedaços, ajoelha-se e o abençoa (ver D&C 20:76). Um diácono ou outro portador do sacerdócio distribui o pão do sacramento à congregação. A seguir, o sacerdote ou o portador do Sacerdócio de Melquisedeque abençoa a água que também é distribuída aos membros. Jesus deu vinho aos discípulos quando instituiu o sacramento. Entretanto, numa revelação moderna, Ele disse que não importa o que comemos ou o que bebemos durante o sacramento, desde que nos lembremos Dele (ver D&C 27:2–3). Hoje, os santos dos últimos dias bebem água em vez de vinho.

Jesus revelou as palavras exatas para as duas orações sacramentais. Devemos ouvir atentamente as belas orações e tentar compreender o que estamos prometendo e o que nos está sendo prometido. Esta é a oração usada para abençoar o pão:

“Ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos em nome de teu Filho, Jesus Cristo, que abençoes e santifiques este pão para as almas de todos os que partilharem dele, para que o comam em lembrança do corpo de teu Filho e testifiquem a ti, ó Deus, Pai Eterno, que desejam tomar sobre si o nome de teu filho e recordá-lo sempre e guardar os mandamentos que ele lhes deu, para que possam ter sempre consigo o seu Espírito. Amém” (D&C 20:77).

Esta é a oração usada para abençoar a água:

“Ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos em nome de teu Filho, Jesus Cristo, que abençoes e santifiques este vinho [ou esta água] para as almas de todos os que beberem dele [ou dela], para que o façam em lembrança do sangue de teu Filho, que por eles foi derramado, e testifiquem a ti, ó Deus, Pai Eterno, que sempre se lembram dele, para que possam ter consigo o seu Espírito. Amém” (D&C 20:79).

A ordenança do sacramento é realizada de modo muito simples e reverente.

Os Convênios Que Renovamos no Sacramento

 

Toda vez que participamos do sacramento, renovamos convênios com o Senhor. Um convênio é uma promessa sagrada entre o Senhor e Seus filhos. Os convênios que fazemos são mencionados claramente nas orações sacramentais. É importante saber quais são esses convênios e o que eles significam.

Fazemos convênio de estar dispostos a tomar sobre nós o nome de Jesus Cristo. Fazendo isso, mostramos que estamos desejosos de nos identificar com Ele e Sua Igreja. Comprometemo-nos a servi-Lo e a servir nosso semelhante. Prometemos que nunca envergonharemos ou difamaremos esse nome.

Fazemos convênio de sempre nos lembrarmos de Jesus Cristo. Todos os nossos pensamentos, sentimentos e nossas ações serão influenciados por Ele e Sua missão.

Prometemos guardar Seus mandamentos.

Tomamos sobre nós essas obrigações quando somos batizados (ver D&C 20:37Mosias 18:6–10). Assim, quando tomamos o sacramento, renovamos os convênios que fizemos quando fomos batizados. Jesus nos deu o modelo para participação no sacramento (ver3 Néfi 18:1–12) e disse que devemos seguir esse modelo, arrependendo-nos de nossos pecados e acreditando em Seu nome, então, receberemos a remissão de nossos pecados (ver Tradução de Joseph Smith, Mateus 26:24).

O Senhor promete que, se guardarmos nossos convênios, teremos sempre o Seu Espírito conosco. Uma pessoa guiada pelo Espírito terá o conhecimento, a fé, o poder e a retidão para ganhar a vida eterna.

  •  

    O que podemos fazer para lembrar-nos dessas promessas durante a semana?

Fonte |

Compartilhar em:


PUBLICIDADE