TvKajuru | Só Verdades

Compartilhar pelo whatsapp

Os Dons do Espírito

Postado por TVKajuru.com | 25/06/2016 às 11:15h

Os Dons do Espírito

  • Que dons espirituais o Senhor nos concede?

Após o batismo, todos recebemos a imposição de mãos para o dom do Espírito Santo. Se formos fiéis, podemos ter conosco Sua influência constante. Por Seu intermédio, todos podemos ser abençoados com certos poderes espirituais chamados dons do Espírito. Esses dons são dados aos que são fiéis a Cristo. “E todos estes dons vêm de Deus, para benefício dos filhos de Deus” (D&C 46:26). Eles nos ajudam a conhecer e a ensinar as verdades do evangelho e a abençoar as pessoas. Eles nos guiam de volta à presença de nosso Pai Celestial. Para usarmos esses dons sabiamente, precisamos saber o que eles são, como desenvolvê-los e como reconhecer as imitações que Satanás faz deles.

As escrituras mencionam muitos dons do Espírito. Esses dons foram dados aos membros da Igreja verdadeira sempre que ela esteve sobre a Terra (verMarcos 16:16–18). Os dons do Espírito incluem os seguintes:

O Dom das Línguas (D&C 46:24)

Às vezes, há necessidade de comunicarmos o evangelho em uma língua que não conhecemos. Quando isso acontece, o Senhor pode nos abençoar com a capacidade de falar essa língua. Muitos missionários receberam o dom das línguas (ver a gravura deste capítulo). O Élder Alonzo A. Hinckley, por exemplo, foi missionário na Holanda e entendia e falava bem pouco o holandês, embora tivesse orado e estudado muito. Quando voltou certo dia a uma casa que já havia visitado antes, uma senhora abriu a porta e falou com ele muito zangada em holandês. Para sua surpresa, ele entendeu cada palavra que ela dizia. O Élder Hinckley sentiu grande desejo de prestar-lhe seu testemunho em holandês, então, começou a falar, e as palavras saíram claramente naquela língua. Quando voltou para mostrar ao seu presidente de missão que podia falar holandês, a capacidade de fazê-lo desapareceu. Muitos membros fiéis da Igreja foram abençoados com o dom das línguas (ver Joseph Fielding Smith, Answers to Gospel Questions, comp. por Joseph Fielding Smith Jr., 5 vols., 1957–1966, vol. 2, pp. 32–33).

O Dom de Interpretação de Línguas (D&C 46:25)

Algumas vezes, recebemos esse dom quando não entendemos uma língua e necessitamos receber uma mensagem importante de Deus. Por exemplo, o Presidente David O. McKay teve grande desejo de falar aos santos da Nova Zelândia sem intérprete e disse-lhes que esperava que o Senhor os abençoasse para que o pudessem entender. Ele falou em inglês. Sua mensagem durou cerca de 40 minutos. À medida que falava, via-se pela expressão do rosto das pessoas e por suas lágrimas que elas estavam compreendendo a mensagem (ver Answers to Gospel Questions, vol. 2, pp. 30–31).

O Dom de Tradução (D&C 5:4)

Se formos chamados pelos líderes da Igreja para traduzir a palavra do Senhor, podemos receber um dom para traduzir que está além de nossa capacidade natural. Assim como acontece com todos os dons, precisamos viver em retidão, estudar muito e orar para recebê-lo. Quando fazemos essas coisas, o Senhor nos faz sentir um ardor no peito quando a tradução está correta (ver D&C 9:8–9). Joseph Smith possuía o dom de tradução quando traduziu o Livro de Mórmon. Ele só recebia o dom quando estava em sintonia com o Espírito.

O Dom da Sabedoria (D&C 46:17)

Alguns de nós fomos abençoados com a capacidade de entender as pessoas e os princípios do evangelho, conforme se aplicam em nossa vida. As escrituras dizem:

“E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.

Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte.

Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa” (Tiago 1:5–7).

O Senhor disse: “Não busque riquezas, mas sabedoria, e eis que os mistérios de Deus te serão revelados” (D&C 6:7).

O Dom do Conhecimento (D&C 46:18)

Todos os que se tornam como o Pai Celestial, no final, conhecem todas as coisas. O conhecimento de Deus e de Suas leis é revelado pelo Espírito Santo (ver D&C 121:26). Não podemos ser salvos se ignoramos essas leis (ver D&C 131:6).

O Senhor revelou: “E se nesta vida uma pessoa, por sua diligência e obediência, adquirir mais conhecimento e inteligência do que outra, ela terá tanto mais vantagem no mundo futuro” (D&C 130:19). O Senhor nos ordenou que aprendêssemos tanto quanto pudéssemos sobre Seu trabalho. Ele deseja que aprendamos sobre o céu, a Terra, o que já aconteceu e o que ainda irá acontecer, coisas de nossa terra e de terras estrangeiras (ver D&C 88:78–79). No entanto, existem aqueles que tentam ganhar conhecimento apenas por seu estudo e não pedem a ajuda do Espírito Santo. São aqueles que estão sempre aprendendo, mas nunca chegam à verdade (ver II Timóteo 3:7). Quando recebemos conhecimento por revelação do Espírito Santo, Seu Espírito nos fala à mente e ao coração (ver D&C 6:15, 22–248:29:7–9).

O Dom de Ensinar Sabedoria e Conhecimento (Morôni 10:9–10)

Algumas pessoas recebem a capacidade especial de explicar e testificar as verdades do evangelho. Esse dom pode ser usado quando damos uma aula e pode ser usado pelos pais para ensinar os filhos. Esse dom também nos ajuda a instruir outras pessoas, para que compreendam o evangelho.

O Dom de Saber que Jesus Cristo É o Filho de Deus (D&C 46:13)

Esse tem sido o dom dos profetas e apóstolos que foram chamados como testemunhas especiais de Jesus Cristo. Entretanto, outras pessoas também recebem esse dom. Todos podem ter um testemunho por meio dos sussurros do Santo Espírito. O Presidente David O. McKay ensinou: “A alguns é dado saber”, disse o Senhor em Doutrina e Convênios, “pelo Espírito Santo, que Jesus é o Filho de Deus e que foi crucificado pelos pecados do mundo (ver D&C 46:13). É a esses que me refiro quanto aos que permanecem firmes sobre a rocha da revelação no testemunho que prestam ao mundo” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: David O. McKay, 2003, p. 181).

O Dom de Acreditar no Testemunho de Outros (D&C 46:14)

Pelo poder do Espírito Santo, podemos saber a verdade de todas as coisas. Se desejamos saber se uma pessoa está falando a verdade, precisamos perguntar a Deus com fé. Se aquilo sobre o que estamos orando for verdadeiro, o Senhor nos fará sentir paz (ver D&C 6:22–23). Dessa forma, podemos saber quando alguém, até mesmo o profeta, recebeu uma revelação. Néfi pediu ao Senhor que o deixasse ver, sentir e saber que o sonho de seu pai era verdadeiro (ver 1 Néfi 10:17–19).

O Dom da Profecia (D&C 46:22)

Aqueles que recebem revelações verdadeiras sobre o passado, o presente ou o futuro possuem o dom da profecia. Os profetas têm esse dom, mas nós também podemos tê-lo para nos ajudar a governar nossa vida (ver I Coríntios 14:39). Podemos receber revelações de Deus para nós mesmos e para nossos chamados, mas nunca para a Igreja ou para os seus líderes. É contrario à ordem dos céus que uma pessoa receba revelação para alguém que ela não presida. Se temos realmente o dom da profecia, não receberemos nenhuma revelação que não esteja de acordo com o que o Senhor disse nas escrituras.

O Dom da Cura (D&C 46:19–20)

Algumas pessoas têm fé para curar e outras para serem curadas. Todos nós podemos exercitar a fé para sermos curados quando estamos doentes (ver D&C 42:48). Muitos que possuem o sacerdócio têm o dom de curar os doentes. A outros poderá ser dado o conhecimento de como curar doenças.

O Dom de Fazer Milagres (D&C 46:21)

Muitas vezes, o Senhor abençoou Seu povo de formas milagrosas. Quando os pioneiros de Utah fizeram suas primeiras plantações, uma praga de gafanhotos quase as destruiu. Os pioneiros oraram para que o Senhor salvasse suas colheitas e Ele enviou gaivotas para comerem os gafanhotos. Quando precisamos de auxílio e pedimos com fé, se for para nosso bem, o Senhor realizará milagres para nós (ver Mateus 17:20D&C 24:13–14).

O Dom da Fé (Morôni 10:11)

O irmão de Jarede tinha grande fé e, graças a essa fé, recebeu outros dons. Sua fé era tão grande que o Salvador lhe apareceu (ver Éter 3:9–15). Sem fé, nenhum outro dom pode ser concedido. Morôni promete: “Todo aquele que crer em Cristo, sem de nada duvidar, tudo o que pedir ao Pai, em nome de Cristo, ser-lhe-á concedido” (Mórmon 9:21). Devemos procurar aumentar nossa fé, descobrir nossos dons e usá-los.

Algumas pessoas não têm fé e negam a existência desses dons do Espírito. A esses, Morôni diz:

“E novamente falo a vós, que negais as revelações de Deus e dizeis que elas cessaram, que não há revelações nem profecias nem dons nem curas nem o falar em línguas nem interpretação de línguas;

Eis que eu vos digo que aquele que nega estas coisas não conhece o evangelho de Cristo; sim, não leu as escrituras e, se o fez, não as compreende” (Mórmon 9:7–8).

  • Por que o Senhor nos concede dons espirituais?

Podemos Desenvolver Nossos Dons

  • Como podemos “[procurar] com zelo os melhores dons? (D&C 46:8.)

O Senhor disse: “Pois a todos não são dados todos os dons; pois há muitos dons e a cada homem é dado um dom pelo Espírito de Deus. A alguns é dado um, a outros é dado outro, para que desse modo todos sejam beneficiados” (D&C 46:11–12).

Para desenvolvermos nossos dons, precisamos descobrir quais são. Fazemos isso orando e jejuando. Precisamos procurar os melhores dons (ver D&C 46:8). Algumas vezes, as bênçãos patriarcais nos dizem quais os dons que recebemos.

Precisamos ser obedientes e fiéis, a fim de recebermos dons. Depois, devemos usá-los para fazer o trabalho do Senhor. Eles não nos são dados para satisfazer nossa curiosidade ou para nos provar qualquer coisa porque carecemos de fé. A respeito dos dons espirituais, o Senhor disse: “Eles são dados em benefício daqueles que me amam e guardam todos os meus mandamentos e daqueles que procuram assim fazer” (D&C 46:9).

  • Pensem em alguns dons espirituais que os fortaleceriam pessoalmente ou que os ajudariam a servir o Senhor e outras pessoas. O que vocês farão para buscar esses dons?

Satanás Imita os Dons do Espírito

  • Como podemos discernir os dons verdadeiros do Espírito das imitações de Satanás?

Satanás pode imitar os dons de língua, profecia, visões, cura e outros milagres. Moisés teve que competir com as imitações de Satanás na corte do faraó (Êxodo 7:8–22). Ele deseja que acreditemos em seus falsos profetas, falsos curandeiros e falsos fazedores de milagres. Eles podem parecer tão reais para nós que a única maneira de sabermos se são ou não de Deus é pedindo ao Pai o dom do discernimento. O próprio diabo pode aparecer como um anjo de luz (ver 2 Néfi 9:9).

Satanás deseja cegar-nos, para que não enxerguemos a verdade e deixemos de procurar os verdadeiros dons do Espírito. Médiuns, astrólogos, pessoas que leem a sorte e feiticeiros são inspirados por Satanás, mesmo quando clamam seguir Deus. Suas obras são abomináveis ao Senhor (ver Isaías 47:12–14;Deuteronômio 18:9–10). Devemos evitar toda e qualquer associação com os poderes de Satanás.

Precisamos Ser Cuidadosos com Nossos Dons do Espírito

  • Como podemos respeitar a santidade dos dons espirituais?

O Senhor disse: “Dou-lhes, porém, o mandamento de que não se vangloriem destas coisas nem falem delas diante do mundo; pois estas coisas vos são dadas para vosso proveito e salvação” (D&C 84:73). Precisamos lembrar que os dons espirituais são sagrados (ver D&C 6:10).

Em troca desses dons o Senhor pede que “[rendamos] graças a Deus por todas as bênçãos com que [somos] abençoados” (D&C 46:32).

Escrituras Adicionais


Compartilhar em:


PUBLICIDADE